Manoela Medeiros nasceu em 1991, Rio de Janeiro, Brasil.
É artista visual, vive e trabalha entre o Rio de Janeiro e Paris. Foi indicada ao prêmio PIPA 2018 e participou das exposições individuais “Poeira varrida”,
na Galeria Fortes D’Aloia & Gabriel, em São Paulo, e da individual “Falling walls”, na Double V Gallery, em Marseille, ambas em 2018. Já apresentou seu trabalho na Galeria Thaddaeus Ropac (Paris), Fundação Iberê Camargo (Porto Alegre), Fortes D’Aloia & Gabriel (São Paulo), Caixa Cultural (Rio de Janeiro), Le Beffroi (Paris), entre outros. Concluiu residências artísticas na Pivô, em São Paulo, e na Cité Des Arts, em Paris. Em suas pesquisas, utiliza diferentes linguagens, como escultura, pintura e instalação, dialogando com a geografia dos espaços, produzindo novas reflexões sobre corpo, tempo e espaço
Manoela questiona sua percepção sobre o espaço através da escavação como um processo para construção da obra. Descontruindo uma superfície a artista busca revelar outras camadas de histórias presentes provocando um diálogo entre corpo, matéria e tempo.

× Fale Conosco